Você esta aqui Home Notícias 2017 Novembro Secretária da Pessoa Idosa participa do lançamento da Estratégia Nacional para o Envelhecimento Saudável

2017

Novembro

Secretária da Pessoa Idosa participa do lançamento da Estratégia Nacional para o Envelhecimento Saudável

Secretária da Pessoa Idosa participa do lançamento da Estratégia Nacional para o Envelhecimento Saudável

Secretária Socorro Morais e o ministro da Saúde Ricardo Barros. Foto: Rodrigo Nunes

06/11/2017

A secretária Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), Maria Socorro Medeiros de Morais, participou na tarde desta segunda-feira (6) do lançamento de uma Estratégia Nacional para o Envelhecimento Saudável do Ministério da Saúde (MS).

O objetivo da estratégia é qualificar o atendimento à população idosa em todo o país, com a reorganização dos serviços e capacitação dos profissionais de saúde. Medidas serão estabelecidas para reduzir risco de perda da capacidade funcional, aumentar a sobrevida e o desempenho cognitivo.

A secretária Nacional da Pessoa Idosa declarou total apoio da Secretaria ao plano e destacou a situação das mulheres idosas do país. “Vivenciamos um cenário de mudanças significativas em nosso país com o aumento da expectativa de vida das pessoas, aumentando a população idosa do Brasil que hoje representa cerca de 14% da população. Chamo atenção especial às mulheres, que vivem em torno de nove anos a mais que os homens e envelhecem em péssimas condições de saúde, empobrecidas e sozinhas”.

Socorro Morais enfatizou ainda a necessidade de se adequar as profissões da saúde para essa nova linha de atenção à saúde com uma adequação dos currículos voltados à assistência das pessoas idosas que perpassa duas linhas: a do envelhecimento bem sucedido e saudável e aquelas com vulnerabilidades e dependência.  “Essa iniciativa do Ministério da Saúde é louvável e vem atender uma demanda da sociedade civil, apontada no Plano Nacional da Pessoa Idosa e nas deliberações da Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa. O Ministério da Saúde tem o nosso total apoio para a construção dessa linha de cuidados", disse.

“O Brasil está com a projeção de ter um crescimento de pessoas idosas muito maior que outros países e de forma muito acelerada. Com isso, precisamos estar mais preparados para essa nova realidade e é justamente isso que estamos fazendo. A nossa proposta é que o olhar não seja focada apenas na doença e sim na saúde, ou seja, vamos parar de financiar a doença e investir em um atendimento integral à população idosa, justamente para evitar que essas pessoas desenvolvam doenças”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

CADERNETA DA PESSOA IDOSA – Entre as estratégias do Ministério da Saúde, há ainda a atualização e implementação da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, que permite conhecer as necessidades de saúde dessa população atendida na atenção básica. As informações contidas nesse documento passarão a ser inseridas no Prontuário Eletrônico. A caderneta permite o acompanhamento, pelo período de cinco anos, e pode ser usada pelas equipes de saúde, pessoas idosas, familiares e cuidadores.

A partir de 7/11, o Ministério da Saúde vai colocar em consulta pública o documento com as orientações técnicas para implementação da linha de cuidado da pessoa idosa no SUS, para colaboração de cidadãos e especialistas. O documento ficará disponível para contribuições por 30 dias no link http://portalms.saude.gov/audiencias-e-consultas-publicas.

Com informações do Ministério da Saúde

Compartilhar

Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone