Notícias

Em 5° encontro, ObservaRio define agenda para seminário

publicado: 16/08/2018 18h29, última modificação: 16/08/2018 18h30
ObservaRio

Foto: Luiz Alves - Ascom/MDH

Nesta quinta-feira (16), o grupo de trabalho escalado para integrar o ObservaRio (Observatório de Direitos Humanos da Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro) realizou o 5° encontro, em Brasília. Na pauta, foram pontuadas a ampliação do diálogo do Observatório com a sociedade civil e o agendamento de seminário previsto para ser realizado no RJ na última semana de novembro.

Conduzido pelo chefe de gabinete do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), Luis Carlos Martins, o encontro estabeleceu para meados de setembro uma reunião para definição de parâmetros a fim de que o seminário seja realizado na semana do dia 26 de novembro na cidade carioca. À frente dessa articulação estão os secretários Herbert Barros (Cidadania) e Juvenal Araújo (Igualdade Racial).

“Com a realização do seminário, deixaremos para as próximas gestões um legado de proposições, recomendações e encaminhamento de como os direitos humanos podem ser preservados dentro do ponto de vista da segurança pública”, destacou o secretário Herbert Barros.

Um dos destaques do encontro foi a contribuição do membro do Conselho Nacional de Juventude e titular do Observatório Internacional de Juventude, Daniel Calarco. “Não podemos esquecer que o estado do Rio de Janeiro conta com a presença de quatro milhões de jovens. Quando o acesso ao direito, à educação, ao trabalho e à renda é negado, a violência se torna sistêmica e permanente. Precisamos incluir os jovens nos espaços de poder, negar o conflito e ampliar o acolhimento”, ponta o observador.

A partir da 6° reunião do ObservaRio, tanto o segmento da juventude quanto de políticas para mulheres fará parte dos encontros.

Compuseram a agenda representantes de diversos setores do MDH, como da Secretaria Executiva, Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos e Secretarias ligadas às pautas de políticas para mulheres, igualdade racial, cidadania, pessoa idosa, crianças e adolescentes. Também estiveram presentes membros da sociedade civil, da Secretaria de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos do RJ e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

registrado em:
Reportar erro