Notícias

Brasil participa de reunião interamericana sobre população afrodescendente

publicado: 12/06/2018 10h58, última modificação: 12/06/2018 13h55
Brasil participa de reunião interamericana sobre população afrodescendente

O secretário nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, apresentará as políticas desenvolvidas para a população negra do Brasil. (Foto:Ascom/MDH)

A 1ª Reunião Interamericana de Autoridades Políticas Sêniores para a População Afrodescendente, realizada entre os dias 11 e 13 de junho de 2018 em Lima (Peru), contará com a participação do Brasil, representado pelo Ministério dos Direitos Humanos. O objetivo do encontro é gerar um relatório regional sobre as ações implementadas no marco da Década Internacional dos Descendentes Africanos e promover a criação de uma Rede Interamericana de Altas Autoridades em Políticas Populacionais Afrodescendente.

O ministro de Direitos Humanos do Brasil, Gustavo Rocha, declara que o cumprimento das demandas da população negra é uma responsabilidade dos governos em âmbito nacional e internacional, a fim de aumentar a conscientização das sociedades no enfrentamento ao preconceito, intolerância e racismo. “A população negra representa uma parcela consagrada na qual os direitos humanos precisam ser promovidos e protegidos. Esse é o compromisso do MDH na execução de políticas públicas para promoção da igualdade racial”, ressalta.

Palestrante no evento, o secretário nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, apresentará as políticas desenvolvidas para a população negra do Brasil. Posteriormente, o conteúdo apresentado será publicado no Relatório Regional sobre Ações e Políticas para a População Afrodescendente em formato digital. “Nossa contribuição exemplificará a experiência brasileira na condução das ações afirmativas voltadas para a população negra”, destaca.

Esta reunião é realizada em cumprimento do mandato do Plano de Ação da Década Afrodescendentes nas Américas (2016-2025) e no Acordo-Quadro de Cooperação entre a Secretaria-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Centro Hutchins de Pesquisa e Desenvolvimento da África Afro-americano da Universidade de Harvard.

registrado em:
Reportar erro