Notícias

MDH realizará junto aos alunos da PUC/Rio trabalho de ações afirmativas contra o racismo

publicado: 08/06/2018 16h54, última modificação: 08/06/2018 16h56
Um seminário de promoção da igualdade racial e enfretamento ao racismo para todos os alunos da universidade ficou acordado no encontro
Secretário Juvenal Araújo na Reitoria da PUC-RJ

Secretário Juvenal Araújo na Reitoria da PUC-RJ

A reunião do Ministério dos Direitos Humanos (MDH) por meio da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) realizada na Reitoria da Pontífice Universidade Católica (PUC-Rio), nessa quinta-feira (7), rendeu resultados positivos no que se refere ao enfrentamento ao racismo.

Recebido pelo vice-reitor da PUC, Álvaro Mendonça Pimentel, o representante do MDH e secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, propôs que fossem realizados em parceria com a Secretaria Estadual de Direitos Humanos, PUC e Seppir ações afirmativas dentro da universidade para trabalhar a ambientação coletiva e harmoniosa e a permanência de alunos negros nos cursos.

“Cumprimos nosso papel de cobrar da universidade as ações necessárias para identificação dos alunos que praticaram o crime de racismo e que sejam punidos por esses atos. Vamos acompanhar os desdobramentos desses casos, mas queremos trabalhar a prevenção dos alunos com a aplicação de ações afirmativas”, ressalta o secretário da Seppir, Juvenal Araújo.

Para o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, esse cenário tem a importância de trazer o assunto para o diálogo. “Agora, é a vez de promover a interlocução entre os alunos e as políticas públicas de enfrentamento ao racismo”, afirma.

Um seminário de promoção da igualdade racial e enfretamento ao racismo para todos os alunos da universidade também ficou acordado. O MDH será membro integrante da comissão disciplinar criada pela PUC para apurar as denúncias dos casos de racismo e acompanhará todas as ações que se referem a promoção e a garantia de direitos humanos dos alunos da PUC.

De acordo com os dados do serviço gratuito e diário “Disque 100”, apenas em 2017 foram recebidas 921 denúncias de racismo no Brasil. Até maio de 2018, o canal registrou 139 atendimentos.

Também estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos e jovens estudantes dos coletivos Jogos Sem Racismo e Nuvem Negra.

 

registrado em:
Reportar erro