Notícias

Ministro dos Direitos Humanos recebe homenagem de 108 movimentos sociais feministas

publicado: 07/11/2018 14h33, última modificação: 08/11/2018 11h02
Ministro dos Direitos Humanos recebe homenagem de 108 movimentos sociais feministas

O Ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, recebeu nesta quarta-feira (7), homenagem de movimentos feministas brasileiros pelas ações por ele implementadas no MDH, neste ano de 2018, em prol do enfrentamento à violência contra a mulher na sua gestão.

Durante audiência no gabinete do ministro, que reuniu a presidente Nacional da Liga de Mulheres Eleitoras do Brasil (LIBRA), a atriz e ativista Renata Banhara; a coordenadora do grupo 50+ da Virada Feminina, Regina Santos e a Secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Andreza Colatto, foi entregue a ele um diploma. O documento, explicaram as mulheres, representa o agradecimento de 108 movimentos feministas, congregados na conhecida Virada Feminina. “A audiência marcou uma ação de reconhecimento público ao apoio e aos trabalhos realizados em prol das mulheres brasileiras durante a gestão do ministro Gustavo Rocha”, disseram. 

A presidente Nacional da LIBRA, Marta Lívia, destacou a receptividade aos projetos por elas apresentados ao ministro e o trabalho desenvolvido pelo Ministério dos Direitos Humanos em prol do enfrentamento à violência. “O ministro sempre nos atendeu e nos ajudou a fortalecer projetos como o Bem Querer Mulher e, mais ainda, a pauta das mulheres como um todo”, disse.

Para Renata Banhara, a homenagem simboliza a “o fortalecimento da esperança das mulheres por uma vida digna, sem violência. Além do justo reconhecimento pelo trabalho realizado e a disponibilidade demonstrada”.

A Secretária Nacional de Políticas para Mulheres, que faz parte dos movimentos há 2 anos, destacou a amplitude dos movimentos que realizam ações voltadas para a saúde, empreendedorismo, educação, sustentabilidade, envelhecimento saudável, dentre outras questões da pauta das mulheres.

MDH divulga balanço do Ligue 180 – Neste ano em que a Lei Maria da Penha completa 12 anos, o MDH divulgou o balanço de denúncias do Ligue 180, Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. O serviço computou, até a metade de 2018, um total de 72.839 denúncias. Os dados do primeiro semestre revelam um crescimento de 37,3% no número de homicídios denunciados e 16,9% de relatos de violência sexual. Já em 2017 foi registrado um total de 156.839. Gratuito, o serviço de utilidade pública é oferecido pelo MDH e funciona 24 horas todos os dias, incluindo feriados e fins de semana. A partir das denúncias, que são encaminhadas a órgãos competentes, é possível aprimorar as políticas públicas para atender às mulheres.

 

registrado em:
Reportar erro