Notícias

No Ceará, MDH articula ações voltadas à população LGBT

publicado: 06/09/2018 17h33, última modificação: 06/09/2018 17h33

Representando o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), a diretora de promoção dos direitos LGBT, Marina Reidel, esteve em Redenção/CE nesta semana, com o objetivo de articular ações referentes ao I Seminário Nacional de Negros e Negras LGBT, a ser realizado pelo MDH e Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT (CNDC/LGBT), em parceria com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

A reunião inicial foi com o reitor Alexandre Cunha, que destacou a importância e o papel da Unilab no processo e garantiu todo o apoio logístico para o evento. Logo após, a diretora se reuniu com o núcleo de Políticas de Gênero e Sexualidade da instituição de ensino, cuja coordenadora é a professora Luma de Andrade, que também é conselheira nacional e representante da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH).

“Esses dois encontros foram importantes, pois abrangem questões raciais, de gênero, LGBT, geracionais, juventude, pessoas idosas, entre outras pautas que possuem transversalidade. Estivemos lá para contribuir com o diálogo e articular políticas, além de nos prepararmos para a Conferência Nacional LGBT 2019, em uma tentativa de construirmos mais políticas afirmativas”, afirmou Reidel.

Reportar erro