Notícias

Nota de pesar - Maria de Jesus Bringelo (Dona Dijé)

publicado: 14/09/2018 16h17, última modificação: 14/09/2018 16h23
Dona Dijé

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O Ministério dos Direitos Humanos, por meio da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), lamenta profundamente o falecimento da liderança quilombola Maria de Jesus Bringelo, a dona Dijé, e manifesta solidariedade aos familiares. Ela  honrou o Conselho Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais e deixará seu exemplo de luta social e por igualdade de raça e gênero.

Mulher negra, quilombola, fundadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu — grupo formado por mulheres extrativistas do Maranhão, Tocantins, Pará e Piauí —, partiu na noite desta quinta-feira (13), vítima de infarto fulminante, nos deixando muitas lições de amor, trabalho, militância e humanidade.

“A gente sonhou tanto tempo com este momento e hoje agradeço por estar acordada vivendo este grande dia”, disse Dona Dijé, emocionada, na ocasião da posse.

Reportar erro