Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa

Programas e ações executados: 

2064 - Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: Pastoral da Pessoa Idosa

Principais resultados: Desenvolver ações que valorizem e promovam o protagonismo, o empoderamento e a convivência familiar e comunitária da pessoa idosa, através de formação e capacitação dos agentes voluntários da PPI que visitam mensalmente pessoas idosas em todas as regiões do Brasil.

Principais metas: Realizar 30 oficinas de capacitação para agentes voluntários que acompanham mensalmente no domicílio pessoas idosas através da PPI.

Promover campanhas educativas sobre legislações pertinentes, prevenção e combate à violência contra a pessoa idosa, difusão dos serviços de apoio, entre eles o disque 100, junto a população em geral, nas cinco macrorregiões do Brasil

Qualificar o acompanhamento domiciliar das pessoas idosas acompanhadas e suas famílias, com informações sobre os direitos e a valorização da pessoa idosa, envelhecimento ativo, identificação e enfrentamento à violência, fortalecimento de vínculos, promoção da saúde e qualidade de vida.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: Fundação São Paulo

Principais resultados: Criação e desenvolvimento de campanhas educativas e de mídia, para o esclarecimento sobre os direitos das pessoas idosas, o envelhecimento ativo e a prevenção da violência, voltadas para a população em geral e própria população idosa, por meio de audiovisuais (videoclipes) a partir de processo metodológico de sensibilização e produção de imagens sobre o envelhecimento, a ser replicado em diferentes espaços.

Principais metas: Constituição de Conselho Curador

Divulgação de Plano de Incentivo à Produção de Videoclipes e Constituição de Banca julgadora

Produção e lançamento de pré-campanha e campanha para a divulgação dos 12 videoclipes

Produção imagética dos videoclipes selecionados

Uma Oficina temática de formação sobre o processo de envelhecimento e velhices para os produtores selecionados, além de oficina técnica para garantir qualidade aos videoclipes

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: Instituto Boa Vista

Principais resultados: Implantação do Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa para desenvolver ações de escuta, acolhimento, encaminhamento, acompanhamento das violações junto a órgãos públicos, e realização de ações que valorizem e promovam o protagonismo, o empoderamento e a convivência familiar e comunitária da pessoa idosa em Recife – PE.

Principais metas: Estruturação e planejamento do projeto.

Desenvolver Campanha de Enfrentamento à violência contra a pessoa idosa no Município de Recife através da realização de uma Feira com intervenções culturais, barracas expositivas, bem como a caminhada pela Paz na orla de Recife - PE.

Realização de Atividades educativas, esportivas e culturais para estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar melhor qualidade de vida para as pessoas idosas.

Prestar atendimento especializado à população idosa, fornecendo orientação social, jurídica, psicológica e de terapia ocupacional a idosos e familiares.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: FEDERACAO DOS TRABALHADORES RURAIS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DO ESTADO DE RONDONIA – FETAGRO

Principais resultados: Promover o Protagonismo e o Empoderamento de pessoas idosas, gestores, lideranças sociais, conselheiros que atuam na promoção e defesa dos direitos das pessoas idosas no Estado de Rondônia, e a sensibilização de jovens/adolescentes,visando a organização e o fortalecimento da rede de proteção e defesa dos direitos da pessoa idosa, bem como a melhoria da oferta e qualidade dos serviços destinados às pessoas idosas no Estado de Rondônia.     

Principais metas: Promover o Protagonismo e o Empoderamento de pessoas idosas, gestores, lideranças sociais, conselheiros que atuam na promoção e defesa dos direitos das pessoas idosas no Estado de Rondônia.

Sensibilizar Jovens /adolescentes para a questão do envelhecimento, integrando os Objetivos da Campanha Nacional de Enfrentamento à violência na Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa – RESPEITO Direito da Pessoa Idosa: Responsabilidade de Todos.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: CENTRO DESPORTIVO E SOCIAL EU PRATICO

Principais resultados: Implantar Núcleo de Enfrentamento `Violência contra a Pessoa Idosa para desenvolver ações de escuta, acolhimento, encaminhamento, acompanhamento das violações junto a órgãos públicos e realização de ações que valorizem e promovam o protagonismo, o empoderamento e a convivência familiar e comunitária da Pessoa Idosa em Brasília – DF

Principais metas: Estruturação e planejamento do projeto

Prestar atendimento especializado à população idosa fornecendo orientação social, jurídica, psicológica e de terapia ocupacional a idosos e familiares.

Realização de Atividades educativas, esportivas e culturais para estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar melhor qualidade de vida para as Pessoas Idosas.

Desenvolver Campanha de Enfrentamento à violência contra a Pessoa Idosa em Brasília - DF através da realização de uma Feira com intervenções culturais, barracas expositivas, bem como a caminhada pela Paz no parque da Cidade Sarah Kubitschek em Brasília – DF

Realização do Seminário de Enfrentamento à Violência contra as Pessoas Idosas em Brasília - DF.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: APB ASSOCIACAO POSITIVA DE BRASILIA

Principais resultados: Implantar o Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa com atendimento jurídico e psicossocial, realização de campanhas de conscientização e ações de Convivência para a população Idosa do Distrito Federal e na Região Integrada do entorno do DF – RIDE

Principais metas: Estruturação e planejamento do projeto

Realização de Atividades educativas, esportivas e culturais para estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar melhor qualidade de vida para as pessoas idosas.

Prestar atendimento especializado à população idosa fornecendo orientação social, jurídica, psicológica e de terapia ocupacional a idosos e familiares.

Desenvolver Campanha de Enfrentamento à violência contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal e na Região Integrada do entorno do DF – RIDE.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: INSTITUTO DE ESTUDOS DO TRABALHO E SOCIEDADE – IETS

Principais resultados: Desenvolver pesquisa e produção do conhecimento contemplando os temas relacionados à população idosa, de acordo com as diretrizes contidas na Política Nacional do Idoso, tais como violência, mobilidade, acessibilidade, inclusão social, convivência familiar e comunitária, e saúde, com abrangência nacional.

Principais metas: Diagnóstico atual da população idosa e Reuniões com Pesquisadores: Produção de 1 (um) painel de indicadores e de 1 (um) relatório descritivo, contemplando os temas relacionados à população idosa, de acordo com as diretrizes contidas na Política Nacional do Idoso, tais como violência, mobilidade, acessibilidade, inclusão social, convivência familiar e comunitária, e saúde. Criar uma rede de avaliação, multiprofissional e interdisciplinar, para certificação de abrangência nacional. Serão cinco painéis realizados em dois dias de trabalho no período de seis meses. Os pesquisadores convocados podem variar a cada encontro, conforme o andamento do projeto. Grupo de pesquisadores e corpo técnico do projeto alinhado de forma consistente e com visão sistêmica sobre idosos, deficiência e políticas públicas.

Aplicação do instrumento IF-BR: Elaboração do desenho amostral, desenvolvimento dos instrumentos de coleta de informações, treinamento e realização do campo. Aplicação de até 1.300 questionários. Serão consideradas 41 atividades e participações, que descrevem como o indivíduo exerce suas atividades diárias e sua atuação social. Atualmente o instrumento é dividido em 8 (oito) domínios: Sensorial, Comunicação, Mobilidade, Cuidados Pessoais, Vida Doméstica, Educação/Trabalho/Vida Econômica, Socialização e Vida Comunitária, que poderão ser revistos após cumprimento da Meta 1.

Disseminação dos resultados: Publicação de 1 (um) Relatório Final em plataforma web. Realização de 1 (um) seminário internacional.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: THYDEWA

Principais resultados: Implantação de ações intergeracionais, valorizando o conhecimento acumulado das pessoas indígenas idosas e promovendo a recuperação de seu protagonismo social no interior de 08 comunidades indígenas dos estados da BA, AL, PE e SE, valendo-se da apropriação das novas tecnologias de comunicação para compor uma pagina web com conteúdos produzidos intergeracionalmente.

Principais metas: Formação de 160 indígenas para o diálogo intergeracional com a participação de 80 idosos e 80 jovens indígenas através da produção digital colaborativa de registros sobre os saberes indígenas

Promoção do diálogo intergeracional através de 40 RODAS (realizaremos, no mínimo, 05 RODAS nas escolas de cada uma das 08 comunidades indígenas participantes).

Publicização do projeto para todo o público e lançamento da página de internet.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: ASS DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DE VOLTA REDONDA

Principais resultados: Publicizar informações acerca dos direitos sociais que fortaleçam o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa na região do Médio Paraíba do Estado do Rio de Janeiro para prevenir a violação dos seus direitos.

Principais metas: Promover campanha educativa e de mídia em 12 (doze) municípios, utilizando a mídia impressa, televisiva, radiofônica, redes sociais e plataforma digital como ferramentas de divulgação e prevenção.

Criar Fórum intersetorial, virtual e permanente para o debate sobre a incidência da violência nos diferentes territórios e identificação das redes de cuidado, de proteção social e defesa dos direitos, na perspectiva de fortalecimento no combate à violência contra a pessoa idosa

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: INSTITUTO TERRAVIVA

Principais resultados: Promover a melhoria da qualidade de vida, o protagonismo e empoderamento da pessoa idosa, através da inclusão socioprodutiva em atividades de produção, beneficiamento e comercialização de produtos agroecológicos e da criação de espaços de convívio para realização de atividades de promoção da saúde, cultura e lazer, em comunidades rurais de Alagoas.

Principais metas: Selecionar 20 unidades produtivas de agricultores familiares, geridas por idosos, residentes nas zonas rurais dos municípios de Coité do Noia, São Sebastião, Minador do Negrão, Igaci, Olho d’Água Grande, Jaramataia, Palmeira dos Índios, Major Izidoro e Arapiraca.

Elaborar 20 arranjos de Quintais Agroflorestais de forma participativa, incluindo a formação sobre temáticas da agroecologia para os idosos selecionados e membros da sua família

Implantar 20 Unidades de Experimentação em Agroecologia (Quintais Agroflorestais) na área de abrangência do Projeto, incluindo a participação de 20 idosos beneficiários diretos e 300 indiretos.

Selecionar 20 idosos(as) interessados(as) em conduzir Canteiros Elevados de Hortaliças, em consonância com os critérios prioritários de escolha do Projeto e residentes nos Municípios de Coité do Noia, São Sebastião, Minador do Negrão, Igaci, Olho d’Água Grande, Jaramataia, Palmeira dos Índios, Major Isidoro e Arapiraca.

Realizar 20 rodas de diálogos com os idosos e membros de suas famílias, acerca das etapas de implantação, manejo, escolha e uso das espécies cultivadas nos Canteiros

Instalar 20 Canteiros Elevados de Hortaliças, considerando o cultivo de plantas medicinais, alimentícias (convencionais e não convencionais) e ornamentais, de acordo com a preferência, necessidade terapêutica e, eventualmente, de mercado para cada idoso.

Realizar 1 campanha de identificação dos idosos(as) que são reconhecidos(as) como mestres do saber por suas comunidades, pertencentes aos Municípios de Coité do Noia, São Sebastião, Minador do Negrão, Igaci, Olho d’Água Grande, Jaramataia, Palmeira dos Índios, Major Izidoro e Arapiraca.

Inventariar, registrar e sistematizar os conhecimentos empíricos de sábios especialistas de 9 Municípios do Agreste e Bacia Leiteira de Alagoas, acerca da Bioconstrução, Gastronomia Popular, Parto Humanizado e Farmacopeia Tradicional.

Produzir e difundir 4 peças em audiovisual com viés etnográfico, sobre os saberes tradicionais da população idosa rural, acerca dos bens e processos culturais inventariados no Território.

Produzir e difundir 4 publicações socioeducativas e de caráter afirmativo da pessoa idosa, que revelem em catálogos com fotografias e textos, as receitas tradicionais, os modos seculares de construção ecológica, as parteiras da região, curandeiros(as) e ervas medicinais utilizadas pelos mais velhos.

Realizar campanhas de mobilização para definição das 11 escolas que serão contempladas com as Farmácias Vivas nos Municípios de Coité do Noia, São Sebastião, Minador do Negrão, Igaci, Olho d’Água Grande, Jaramataia, Palmeira dos Índios, Major Izidoro e Arapiraca.

Ministrar 11 edições do curso de capacitação sobre Farmácias Vivas para a comunidade escolar beneficiada e equipes dos PSFs locais, protagonizados por idosos(as) sábios-especialistas do Território e com o apoio da equipe técnica do Projeto.

Instalação de 1 Farmácia Viva em cada escola rural envolvida no Projeto, considerando o cultivo de até 15 espécies da flora local e recomendações técnicas relativas a espaço de produção, ventilação, insolação e acesso.

Realizar 9 campanhas de mobilização para inscrição de idosos(as) interessados(as), residentes nas zonas rurais de Coité do Noia, São Sebastião, Minador do Negrão, Igaci, Olho d’Água Grande, Jaramataia, Palmeira dos Índios, Major Izidoro e Arapiraca.

Realizar 63 oficinas artístico-culturais nas sedes de associações comunitárias rurais, ofertando o seguinte programa: oficina de confecção de xequerê, oficina de confecção de berimbau, oficina de criação de figurinos, oficina de fotografia, oficina de percussão terapêutica, oficina de grafite e oficina de inclusão digital.

Oferecer 9 apresentações de espetáculo de teatro, 9 de espetáculo de palhaçaria, 18 projeções de filme e 1 intercâmbio para visita em exposição de artes visuais em Maceió, para idosos(as) das zonas rurais dos municípios da área de atuação do Projeto.

Oferecer aulas de yoga e pilates gratuitas, aos idosos da zona rural dos municípios da área de atuação do Projeto, a serem realizadas com frequência semanal, durante 6 meses, nas sedes de 9 associações comunitárias locais.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: INSTITUTO DE LONGEVIDADE MONGERAL AEGON

Principais resultados: Desenvolver uma estratégia para capacitar os agentes de desenvolvimento de políticas públicas para o idoso por meio de um treinamento embasado em uma metodologia de mensuração global da qualidade de vida de idosos nas cidades brasileiras a fim de que estejam aptos a gerar políticas públicas alinhadas aos princípios de transversalidade, racionalização, compartilhamento de conhecimento e aprendizagem e, com isso, estejam mais bem preparados para enfrentar os desafios e criar oportunidades associadas ao envelhecimento populacional em nível municipal por todo o Brasil.       

Principais metas: Comunicar à sociedade e aos participantes do programa os resultados dos projetos conduzidos no âmbito do programa de qualificação e premiação dos melhores projetos

Gerar proposições à política de estado do idoso que auxiliem na mudança do status quo da educação e da governança na otimização da qualidade de vida e da resiliência da crescente parcela da população brasileira acima dos 60 anos de idade. O objeto deste trabalho envolve a sugestão de indicadores e processos que representem cada uma das proposições daí resultantes.

Construir plataforma virtual para qualificação de agentes do desenvolvimento de políticas públicas ligadas ao idoso.

Capacitação de agentes do desenvolvimento de políticas públicas ligadas ao idoso.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: COMITE INTERTRIBAL - MEMORIA E CIENCIA INDIGENA (ITC)

Principais resultados: Realização de 05 rodas de conversa, produção e divulgação de um documentário sobre as pessoas idosas indígenas de 05 etnias de regiões diferentes do país.

Principais metas: Realizar rodas de conversa relacionadas aos direitos das pessoas idosas indígenas com 5 etnias, envolvendo 250 indígenas.

Coletar informações, histórias e depoimentos dos(as) indígenas idosos(as), selecionar, produzir e divulgar um documentário com memórias dos/as índios/as velhos/as

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: ASSOC BRASILEIRA DE ALZHEIMER E DOENCAS SIMILARES REG ACRE-ABRAZ-AC

Principais resultados: Capacitar diretores e subdiretores das Regionais, assim como Coordenadores dos Grupos de Apoio, das cinco regiões do País, visando padronizar e ampliar os conhecimentos na área do envelhecimento e das demências.

Principais metas: Realizar 6 (seis) turmas de capacitação em envelhecimento e demências para profissionais, associados e voluntários das Regionais da ABRAz no Brasil, para até 180 (cento e oitenta).

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: LAR PADRE EUCLIDES

Principais resultados: Contribuir para a redução da violência contra a pessoa idosa no Município de Ribeirão Preto e Região, por meio de ações de atendimento especializado a população idosa vítima de violência, bem como a realização de ações que valorizem a convivência e fortalecimento de vínculos.

Principais metas: Implantação, estruturação e manutenção de núcleo de enfrentamento a violência para a pessoa idosa, com estimativa de 350 atendimentos.

Implantação, estruturação e manutenção de oferta de 1000 vagas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para idosos

Promover campanha permanente, educativa e informativa sobre os Direitos da Pessoa Idosa e divulgar a toda população os serviços ofertados

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE MANACAPURU

Principais resultados: Resgatar e valorizar o papel social do idoso, seus saberes, experiência e vivências, através de ações que aproximem o idoso a formas mais concretas de participação social.

Principais metas: Implementar ações nos espaços de Convivência do Idoso para a promoção da participação, da integração integeracional e da inclusão comunitária da pessoa idosa

Promoção de Campanha Educativa e de Mídia, para o Combate à Discriminação Contra a Pessoa Idosa.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE FEIRA DE SANTANA

Principais resultados: Implantação do Núcleo de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa em Feira de Santana, Estado da Bahia.

Principais metas: Estruturação do Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa

Disseminação de conhecimento em direitos da pessoa idosa

Ações de sensibilização e socialização para temáticas de direitos da pessoa idosa (CAPACITAÇÃO E ARTICULAÇÃO)

Atendimentos Amplos

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE LUIS EDUARDO MAGALHAES

Principais resultados: Campanhas e capacitações para atender o programa: Cuidando, valorizando e interagindo com a pessoa idosa no Município de Luís Eduardo Magalhães BA

Principais metas: Implantação de 04 núcleos de atendimento a idosos nos Bairros: Mimoso I e II, Jardim das Acácias, Sol do Cerrado e Vista Alegre.

Campanhas de mobilização e efetivação do diálogo intergeracional

Realizar oficinas e encontros para a mobilização, integração e capacitação da pessoa idosa.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE VICOSA DO CEARA/PREFEITURA MUNICIPAL

Principais resultados: Realizar oficinas produtivas de artesanato, empreendedorismo, associativismo e cooperativismo. O projeto visa atender 50 (cinquenta) idosos em situação de vulnerabilidade social e econômica, durante 01(um) ano, no Polo de Convivência Social do Bairro Escola Normal em Viçosa do Ceará-CE.

Principais metas: REALIZAÇÃO DE OFICINAS PRODUTIVAS DE ARTESANATO, PARA 50 IDOSOS NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA DO CEARÁ.

REALIZAÇÃO OFICINAS DE EMPREENDEDORISMO, ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO PARA 50 IDOSOS EM VIÇOSA DO CEARÁ-CEARÁ

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE IRATI

Principais resultados: Promoção de oficinas socioeducativas para a população idosa na área urbana e rural da região Sul do Paraná no município de Irati-PR, contribuindo com ações de convivência familiar e comunitária para o desenvolvimento de um ambiente saudável e acolhedor de se viver entre os membros familiares.

Implantação do Projeto Arte e Movimento com oficinas socioeducativas com idosos na área urbana e rural na região Sul do município de Irati-PR

Dois espaços de reflexão do projeto

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: FUNDACAO DE APOIO AO IDOSO DOUTOR THOMAS

Principais resultados: Implantação do projeto Educando Crianças e Adolescentes sobre o processo de envelhecimento em 30 escolas de Manaus/AM.

Principais metas: Avaliação e relatório final.

Disseminação do conhecimento sobre o envelhecimento humano.

Estruturação da equipe e planejamento das atividades.

Realização das ações de educação para crianças e adolescentes nas 30 escolas selecionadas.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO HUMANO

Principais resultados: Realizar uma capacitação para 330 conselheiros da defesa dos direitos da pessoa idosa, nas regiões do Litoral, Borborema e Sertão, na perspectiva de fortalecimento do controle social, difusão do seu marco regulatório e promoção da intersetorialidade e trabalho em rede com as políticas públicas no Estado da Paraíba.

Principais metas: CAPACITAR 330 CONSELHEIROS DA DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA NO ESTADO DA PARAÍBA

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: ASILO SANTA RITA

Principais resultados: Implantação de espaço de convivência e defesa de direitos desenvolvendo ações de forma planejada e continuada que promovam a valorização do idoso, estimulem a convivência comunitária, a inclusão social e o protagonismo da pessoa idosa, no município de Irati.

Principais metas: Implantação e estruturação do espaço.

Atendimentos Amplos – 1760 atendimentos

Realização de 12 oficinas de dança e alongamentos

Realização de 04 oficinas de artes.

Realização de 12 encontros entre equipe e familiares, nas dependências do Asilo Santa Rita - atendimentos psicológicos

Realização de 12 capacitações com vistas à defesa de direitos e prevenção à violência - atendimentos do assistente social, nutricionista e auxiliar de serviços gerais.

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE TIMOTEO

Principais resultados: Otimização dos serviços em Atenção as pessoas Idosos na Rede SUAS e SUS no Município de Timóteo/MG

Principais metas: Capacitação dos Funcionários (SUAS e SUS ) da prefeitura municipal de Timóteo

Capacitação dos Idosos do município de Timóteo/MG

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: MUNICIPIO DE MARABÁ

Principais resultados: Realizar oficinas, capacitações, atividades sócio recreativas e campanha com foco na garantia de direitos e valorização da Pessoa Idosa, com promoção do acesso à informação, cultura, esporte, lazer, saúde, turismo e educação, beneficiando diretamente idosos, familiares e profissionais atuantes no atendimento à Pessoa Idosa, no município de Marabá-Pará.

Principais metas: REALIZAÇÃO DE AÇÕES SÓCIO ASSISTENCIAIS VOLTADAS PARA À PESSOA IDOSA NA ÁREA DA CULTURA, EDUCAÇÃO, TURISMO , SAÚDE ,ESPORTE E LAZER.

PROMOÇÃO DE CAMPANHA E CAPACITAÇÃO SOBRE OS DIREITOS DA PESSOAS IDOSA

 

Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTENCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITACAO

Principais resultados: Capacitação de conselheiros/as, gestores e lideranças em políticas para a pessoa idosa em Santa Catarina

Principais metas: Ações de sensibilização e socialização para temáticas de Direitos da Pessoa idosa (CAPACITAÇÃO)

Divulgação, mobilização, articulação com os municípios e disseminação de conhecimento.

Reportar erro