Plano de Integridade do MMFDH

No mês de junho de 2019, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou o Plano de Integridade, documento que faz parte das ações para implementação do Programa de Integridade. Neste Ministério, o Plano adotou o nome Promove – Promover Valores Éticos - e traz um conjunto de medidas que serão adotadas com o objetivo prevenir, detectar e responder a ocorrência de fraude, corrupção e desvios de conduta na instituição.

A ministra Damares Alves afirma que quer deixar um marco no Brasil como o “ministério que não tolera a corrupção”. “Isso tira recursos dos mais necessitados, aumentando a desigualdade social. Se o recurso para programas que visam combater injustiças sociais é desviado, o governo falha na promoção dos direitos humanos”, acredita.

A titular do ministério destaca, ainda, que irá adotar todas as medidas necessárias e cabíveis para fortalecer a integridade do ministério, seja na parte preventiva, investigativa ou punitiva. “Os servidores devem buscar alcançar as metas operacionais em conformidade com os parâmetros legais e éticos”, completou.

O empenho para que o Promove seja, de fato, um disseminador da ética e da integridade no Ministério, está expresso no documento que abre o Plano de Integridade, denominado de Declaração da Alta Administração, assinado pela Ministra Damares Alves e pelo então Secretário Executivo Sérgio Carazza.

Conheça o  Plano de Integridade 

Conflito de Interesse

Reportar erro