Notícias

MDH realiza cerimônia de entrega do 1º Prêmio Literário da Pessoa Idosa

publicado: 21/12/2018 19h34, última modificação: 21/12/2018 19h44
MDH realiza cerimônia de entrega do 1º Prêmio Literário da Pessoa Idosa

Foto: Luiz Alves - MDH.

Emoção, alegria, gratidão. Esse foi o clima que marcou a Cerimônia de Entrega do 1° Prêmio Literário da Pessoa Idosa - "Memórias do lugar onde eu vivo", realizada pelo Ministério dos Direitos Humanos (MDH) nesta sexta-feira (21), em Brasília. Na mesa de abertura, o secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do MDH, Rogério Ulson, destacou a superação e a entrega dos autores, o empenho da equipe organizadora e a inovação dessa iniciativa. "Hoje é, sem dúvida,  um marco na vida de cada um de nós. Eu levarei esse momento na memória, em que o protagonismo da pessoa idosa foi mais uma vez evidenciado", afirmou.

Os três primeiros lugares foram revelados durante a solenidade, e receberam uma premiação adicional, em dinheiro. Maria de Lourdes Prata Garcia, Suzana Maria Fernandes Alipaz e Erli Rose Fonseca foram as contempladas, autoras das obras "Maré Baixa", "A mulher onde eu vivo" e "Um lugar para retornar", respectivamente.

A presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Lúcia Secoti, parabenizou os 25 vencedores, destacando o papel desses autores de inspirar,  fortalecer e mobilizar políticas públicas cada vez mais efetivas para a promoção, a defesa e a consolidação dos direitos das pessoas idosas no país.

Segundo o diretor de Políticas Temáticas dos Direitos da Pessoa Idosa, Fábio Bruni, "essa semana foi marcada por muitas conquistas na área da pessoa idosa do MDH, com a cerimônia de assinatura do Primeiro Projeto de Cooperação Internacional, com a parceria da Unesco e da Associação Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores, a promulgação do Decreto que convoca a 5º Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa para novembro de 2019, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre a Secretaria Nacional e a Associação de Educação Financeira (AEF/ Brasil), na perspectiva de disseminar tecnologias em educação financeira para pessoas idosas, e o grande evento de encerramento com a Cerimônia do 1º Prêmio Literário da Pessoa Idosa do MDH".

Convidado e parceiro da iniciativa, responsável pela diagramação das obras, Carlos Ferrari afirmou que: “estivemos empenhados, pois o engajamento da equipe organizadora com a causa da pessoa idosa, essa ousadia de inovar e abraçar causas nobres como essa, nos fez querer ser partícipes desse momento".

Os autores de 21 das 25 crônicas vencedoras, vindos de diversos estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal, receberam o Certificado de Obra Vencedora do Concurso do MDH das mãos do secretário Rogério Ulson, do diretor Fábio Bruni, do secretário nacional de Cidadania, Hebert Barros, da presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Lúcia Secoti, e dos avaliadores Regina Claudia Garcia, Hildebrando Tadeu Valadares, Beatriz Masson, Fabiana Oliveira, Renata Machado, Giselle Dupin, Leila Calaça, além da coordenadora do Uniser/UnB, Margot  Karnikowski.

Reportar erro