Bibliografia

 

Abortion and mental health: quantitative synthesis and analysis of research published 1995 -2009 - Given the methodological limitations of recently published qualitative reviews of abortion and mental health, a quantitative synthesis was deemed necessary to represent more accurately the published literature and to provide clarity to clinicians. 

Autolesiones sin intención suicida en una muestra de niños y adolescentes de la ciudad de México -  En México como en otros países los estúdios no distinguen entre los intentos de suicidio (IS) de las autolesiones con (A+) y sin intención de suicidio (A-). El objetivo de este estudio fue investigar las autolesiones y su prevalencia a partir de varias definiciones, además de estudiar la frecuencia de los criterios propuestos del DSM-5 para las autolesiones sin intención suicida en adolescentes de ambos sexos.

Boletim de Vigilância Epidemiológica de Suicídio e tentativa de Suicídio -  O suicídio é um fenômeno social que constitui um grave problema de saúde pública, especialmente no estado do Rio Grande do Sul (RS). Essa forma de violência autoinfligida, na qual o indivíduo intencionalmente tira a própria vida, resulta da interação de múltiplos fatores: biológicos, psicológicos, socioculturais e ambientais.

Breves considerações sobre Sentido da Vida e Suicídio: Reflexões à Luz da Psicologia Fenomenológica-Existencial - Este trabalho trata da questão do suicídio como uma possibilidade de escolha que pode se apresentar a qualquer sujeito em determinado momento de sua vida e, por isso, um fenômeno que demanda bastante atenção. Trata-se de uma revisão bibliográfica com um breve resgate histórico do fenômeno suicídio e um resumo sobre a abordagem Fenomenológico-Existencial em Psicologia, com destaque para os estudos de Viktor Frankl sobre o sentido da vida.

Características psicosociales y familiares relacionadas con intento de suicidio en una población adolescente en Bogotá–2009 -  Las conductas suicidas se han constituido en una causa importante de morbi-mortalidad mundial. En el 2006, el suicidio pasó al tercer lugar como principal causa de muerte en personas de 15 a 44 años. Se han identificado factores de riesgo para esta conducta y signos de alarma específicos, sin embargo, los adolescentes presentan riesgos adicionales como imitación, identificación social e inestabilidad emocional.

Contribuições de Viktor Emil Frankl ao conceito de resiliência - Trata-se de um estudo sobre resiliência-capacidade do ser humano de enfrentar, sobrepor-se e ser fortalecido por experiênciasde adversidade que tem por objetivo discuti-la de acordo com a visão de Viktor Emil Frankl: a logoteoria. Descrevem-se vários  conceitos de resiliência e a questão dos fatores de risco e fatores protetores. Em seguida, faz-se um estudo da logoteoria destacando os conceitos que tornam possível a resiliência: a dimensão noética do homem, visto como unidade múltipla, do que decorre a força de resistência do espírito e a responsabilidade; a busca de sentido como motivação primária; a autotranscendência e o autodistanciamento propiciado pelo humor e pela autocompreensão. Conclui-se que a resiliência torna-se uma das conseqüências de se encontrar o sentido da vida e movimentar-se para realizá-lo, permitindo dizer um “sim” à vida apesar de tudo.

Criminalidade invisível: os jovens e os riscos das redes sociais -  A presente comunicação aborda a questão da pegada digital, reflectindo sobre a necessidade de consciencializar alunos, pais e professores para o impacto mais ou menos positivo que a marca digital, deixada por cada indivíduo nas suas interações na Internet, poderá ter na vida futura de cada um. De seguida, descrevem-se os riscos que os jovens que têm uma e-vida nas redes sociais correm, apresentando-se ainda linhas orientadoras para a sua prevenção. Por fim, reflecte-se sobre a rede ask.fm, uma rede social aberta que tem ganho adeptos entre os jovens portugueses. 

Dark Contrasts: The Paradox of High Rates of Suicide in Happy Places - Suicide kills more Americans each year than die in motor accidents. Yet its causes remain poorly understood. We suggest in this paper that the level of others' happiness may be a risk factor for suicide (although one’s own happiness likely protects one from suicide). Using U.S. and international data, the paper provides evidence for a paradox: the happiest places tend to have the highest suicide rates.

Especificidades sobre processo de luto frente ao suicídio - O suicídio de um ente querido pode desencadear nas pessoas diversas reações. No presente artigo apresentam-se as especificidades para diferenciar o processo de luto após o suicídio dos demais lutos, causados por outros tipos de morte. O artigo tem o objetivo de refletir sobre o processo de luto pelo suicídio por meio da compreensão do luto de nove filhos de pessoas que consumaram o suicídio. Foram extraídas 14 unidades de significados a partir do método fenomenológico e compreendidas pela perspectiva da abordagem da Gestalt-terapia.

Ideación suicida y conductas autolesivas en adolescentes con Trastornos de la Conducta Alimentaria -  Es conocida la presencia de ideas suicidas y comportamientos autolesivos en pacientes con Trastornos de la Conducta Alimentaria (TCA), sin embargo, esta asociación no está claramente definida empíricamente.

Logoterapia y Bioética en la Intervencion Clínica en el Suicidio - El presente trabajo se fundamenta en la experiencia de 16 años de trabajo clínico con personas que asisten a consulta psicológica y que han presentado intento de suicidio, ideación suicida y perdida del sentido de su vida. A partir de este trabajo, se plantean algunas consideraciones en relación con el manejo que a nivel clínico se hace con respecto a esta problemática, desde la Logoterapia y la Bioética.

Mídia, Cultura do Consumo e Constituição da Subjetividade na Infância - Este texto tem como proposta oferecer as bases teóricas para a compreensão das implicações éticas da cultura do consumo e da mídia na constituição subjetiva da infância. Como estratégia metodológica, enfatizamos a articulação de diferentes autores, sobre questões que abarcam os temas relativos à subjetividade, ao consumo e à mídia com fragmentos de entrevistas realizadas com pais, professores, crianças e adolescentes, abordando as transformações intersubjetivas na contemporaneidade. Na medida em que a construção do saber se dá na interlocução entre diferentes vozes que se posicionam no mundo e sobre o mundo, este  texto pretende ser uma oportunidade de diálogo e conhecimento para elucidar os desafios da nossa época.

Prevenção do Suicídio: Um manual para médicos clínicos gerais - Este documento pertence a uma série de manuais destinados a grupos sociais e profissionais específicos, especialmente relevantes para a prevenção do suicídio. Ele foi preparado como parte do SUPRE (Suicide Prevention Program), a iniciativa mundial da OMS para a prevenção do suicídio.

Prevención del suicidio - Los suicidios son prevenibles. Aun así, cada 40 segundos se suicida una persona en alguna parte del mundo y muchos más intentan suicidarse. Se cometen suicidios en todas las regiones del mundo y a diversas edades. Entre jóvenes de 15 a 29 años de edad, en particular, el suicidio es la segunda causa principal de muerte a nivel mundial.

Projecto Investigação‐Acção “Tu és Único”: Identificação de Comportamentos de Risco na Adolescência A elaboração do presente projeto teve origem com um pedido realizado pela Direção da Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho (ESMAVC), que integra o parque escolar do ACES Lisboa Norte‐ Centro Saúde de Sete Rios, devido à deteção e identificação de problemas emocionais e comportamentais na sua população estudantil.

O psicoterapeuta diante do comportamento suicida - A lida com o suicídio exige do psicoterapeuta um olhar atento aos fatores de risco e aspectos relacionados à morte e ao desespero humano. O objetivo deste artigo é oferecer possibilidades de instrumentalização ao psicoterapeuta com clientes em situação de crise suicida, fornecendo reflexões sobre o suicídio, sobre procedimentos e estratégias utilizados em psicoterapia, tanto em relação à prevenção quanto à posvenção do suicídio.

O Psicólogo e o atendimento a pacientes com ideação ou tentativa de suicídio - O atendimento a pacientes com ideação ou tentativa de suicídio provoca grande mobilização no profissional de saúde. No diálogo entre a prática clínica e as proposições do Código de Ética Profissional, surgem dilemas éticos e questionamentos sobre como agir. Este trabalho teve por objetivo compreender como Psicólogos lidam com esses pacientes na prática clínica, bem como investigar as questões éticas envolvidas.

Terapia cognitivo-comportamental no manejo da desesperança e pensamentos suicidas -  O suicídio é um problema de saúde pública, sendo considerado uma das principais causas de morte no mundo. O comportamento suicida envolve ideação, planejamento, tentativa e suicídio propriamente dito, comportamentos em geral motivados por crenças de desesperança. Este estudo teve como objetivo identificar as contribuições da terapia cognitivo-comportamental (TCC) no manejo da desesperança e de pensamentos suicidas, buscando compreender a relação entre eles; identificar a tríade cognitiva relacionada ao problema e verificar estratégias da TCC no tratamento desses pacientes. 

Revisão: Comportamento Suicida ao Longo do Ciclo Vital - O comportamento suicida pode ser considerado como sendo o ato intencional de causar dano a si mesmo, sendo o objetivo final dar cabo a própria vida, englobando idéias e desejos suicidas, condutas suicidas sem resultado de morte e os suicídios consumados.

Suicídio: Uma escolha existencial frente ao desespero humano -  A presente monografia se constituiu como um estudo bibliográfico acerca da te-mática do suicídio. Para a elaboração da mesma, utilizou-se de livros e artigos científicos. Objetivou-se compreender a atuação do psicólogo Existencial-Humanista, no contexto hospi-talar, com pessoas que tentaram o autoextermínio.

Suicídio: Informando para Prevenir - Todos os anos são registrados cerca de dez mil suicídios no Brasil e mais de um milhão em todo o mundo. Por sugestão da Comissão de Ações Sociais (CAS) do Conselho Federal de Medicina (CFM), essa silenciosa epidemia tornou-se uma das prioridades da Câmara Técnica de Psiquiatria da entidade que, com o apoio da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), lança esta cartilha, intitulada “Suicídio: informando para prevenir”.

Suicídio: Saber, agir e prevenir - O suicídio é um fenômeno que ocorre em todas as regiões do mundo. Estima-se que, anualmente, mais de 800 mil pessoas morrem por suicídio e, a cada adulto que se suicida, pelo menos outros 20atentam contra a própria vida. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio representa 1,4% de todas as mortes em todo o mundo, tornando-se, em 2012, a 15ª causa de mortalidade na população geral; entre os jovens de 15 a 29 anos, é a segunda principal causa de morte.

Suicídio de jovens nas principais capitais do Brasil - O presente estudo analisa o comportamento dos suicídios de jovens nas capitais das nove Regiões Metropolitanas brasileiras. Utiliza os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, na faixa etária de 15 a 24 anos, no período de 1979 a 1998.

Suicídio de universitários: o vazio existencial de jovens na contemporaneidade - Estudos realizados na região nordeste com estudantes universitários dos cursos de medicina e de psicologia evidenciam um alto índice de ideação e de tentativas de suicídio entre eles. Ao mesmo tempo, não são incomuns as notícias de suicídio de estudantes em instituições de ensino superior, em universidades da região nordeste e sudeste, como por exemplo, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Suicidio y Natalidad: Estudio de Estadística Moral - Desde que la demografía ha hecho progresos, la cuestión de la población se ha apartado de las discusiones lógicas en las que los economistas la tuvieron relegada durante demasiado tiempo.

Vazio existencial e suicídio: uma questão de saúde pública - Suicídio e vazio existencial são conceitos diretamente relacionados ao se falar na análise existencial de Viktor Frankl, assim como, ao discorrer questões do mundo contemporâneo, principalmente no que diz respeito às políticas de promoção de saúde, já que o serviço de saúde é o principal responsável por receber essas demandas e seus desdobramentos. El presente trabajo se fundamenta en la experiencia de 16 años de trabajo clínico con personas que asisten a consulta psicológica y que han presentado intento de suicidio, ideación suicida y perdida del sentido de su vida. A partir de este trabajo, se plantean algunas consideraciones en relación con el manejo que a nivel clínico se hace con respecto a esta problemática, desde la Logoterapia y la Bioética.

 

Reportar erro