Notícias

Ministério dos Direitos Humanos faz atendimento em acampamento cigano

publicado: 02/07/2018 17h38, última modificação: 02/07/2018 17h39
Visita ao assentamento da comunidade cigana Calon

Visita ao assentamento da comunidade cigana Calon

Uma visita à Associação Nacional das Etnias Ciganas (ANEC), assentamento da comunidade cigana Calon situada a 25 quilômetros de Brasília, fez parte da agenda do Ministério dos Direitos Humanos na última sexta-feira (29). Durante o encontro, o secretário nacional de promoção da igualdade racial, Juvenal Araújo, reuniu-se com um grupo de aproximadamente 20 ciganos para conhecer as demandas sociais da comunidade.

Durante a visita, os ciganos apresentaram algumas denúncias de violações de direitos, preconceito, racismo, perseguição e discriminação cometidas contra seus costumes em diversas regiões do país.

De acordo com o secretário, poderão ser acionados os canais que recebem denúncias de violações de direitos humanos como a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos como o Ministério Público Federal.

“Nosso trabalho é garantir os direitos dos povos ciganos. Vamos interceder e continuar acompanhando para ver de perto esta realidade”, assegura o secretário.

A inclusão de novas propostas ao Estatuto Nacional dos Ciganos; a retomada do censo populacional cigano realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e a solicitação dos serviços de saneamento básico para o terreno também foram pautas discutidas na reunião.

No local de aproximadamente três hectares encontram-se 15 famílias compostas por 76 pessoas. Para apurar os casos, ficou prevista para a segunda semana de julho reunião entre o MDH, os representantes ciganos e a Advocacia Geral da União para discutir os encaminhamentos de alguns dos casos apresentados.

 

Reportar erro
registrado em: