Notícias

Governo Federal anuncia Agenda Juventude 4.0 em todo o país

publicado: 04/04/2019 15h07, última modificação: 04/04/2019 15h41
Governo Federal anuncia Agenda Juventude 4.0 em todo o país

Foto: Diego Barreto - SNJ/MMFDH

Durante seminário do Sistema Nacional de Juventude (Sinajuve) para gestores estaduais realizado nesta quarta-feira (03), a Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), apresentou a nova Agenda Juventude 4.0 interministerial para os representantes de juventude de todo o país.

Na ocasião, a secretária Jayana Nicaretta da Silva afirmou que esta gestão se preocupa com o futuro dos jovens no mercado de trabalho. “Por isso, tem como diretriz e base para desenvolvimento de projetos a 4ª Revolução Industrial, o que inspirou a criação do Comitê Interministerial da Agenda juventude 4.0 e o Espaço 4.0”.

Segundo a secretária, o Governo Federal precisa acompanhar as rápidas mudanças que estão acontecendo referente a esta revolução, que segue o que foi apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro em seu discurso de abertura do World Economic Forum, em Davos, na Suíça.

De acordo com Jayana, o presidente afirmou que visa “promover uma educação que prepare nossa juventude para os desafios da 4ª Revolução Industrial, buscando, pelo conhecimento, reduzir a pobreza e a miséria”.

Sobre a Agenda Juventude 4.0

A iniciativa tem como objetivo consolidar uma agenda pactuada entre diferentes ministérios do Governo Federal capaz de integrar programas, políticas, projetos e iniciativas sob uma mesma e articulada perspectiva de impacto. As ações fazem referência à produtividade nacional por meio da capacitação, geração de oportunidades e inserção produtiva de jovens, a partir da promoção das competências do século XXI e da 4ª Revolução Industrial.

A Agenda Juventude 4.0, além de ser inovadora, prepara os jovens para as novas competências do futuro e prioriza a produtividade juvenil.  Este novo compromisso torna-se uma política pública de urgência, em virtude das novas competências demandadas dos jovens, que necessitam se capacitar para se adequar ao novo mundo.

Comitê Interministerial da Agenda Juventude 4.0

O Comitê está sendo criado para discutir, alinhar e planejar ações que já estão em andamento em outros órgãos e instituições públicas e privadas voltadas para a juventude.

A intenção é tornar as políticas públicas mais eficazes e fortes, além de propor uma estratégia nacional para a Agenda Juventude 4.0, buscando sua correlação com outras ações governamentais em curso que impactam na produtividade nacional através da capacitação, geração de oportunidades e inserção produtiva de jovens por meio da promoção das “competências do século XXI”. O Comitê será composto por representantes, titular e suplente, de diversos órgãos e entidades.

O grupo será composto pelo Ministério da Educação (MEC), Ministério da Ciência, Tecnologia e das Comunicações (MCTIC), Ministério da Cidadania (MC), entre outros parceiros do governo e do setor privado. “O objetivo é alinhar projetos e pautas em harmonia com outros órgãos para fortalecer os programas”, explicou a secretária Jayana.

Espaço 4.0

A secretária Jayana também anunciou o Espaço 4.0, que será doado pelo Governo Federal aos municípios em forma de container, com equipamentos de última geração, direcionado para capacitação do público jovem de 15 a 29 anos de idade. O espaço será instalado em comunidades de alta vulnerabilidade social equipado com o que há de mais tecnológico.

Jayana explicou que a escolha do container se deu por possibilitar instalação moderna e rápida em lugares mais isolados e remotos. “O espaço pode se adequar à realidade local e atender jovens que estão desassistidos e sem perspectivas”.

O espaço abrigará também, oficinas para qualificação dos jovens para o mercado de trabalho, definidas de acordo com um estudo prévio na região, para se adequar às realidades locais com, por exemplo, oficinas de artesanato, marcenaria, entre outros. O projeto será desenvolvido com o menor custo possível.

A SNJ espera com este projeto, o aumento das perspectivas de ingresso no mercado de trabalho e inspiração ao empreendedorismo, a redução da exposição à criminalidade e dependência química, a preservação da integridade física e moral de mulheres e pessoas em estado de vulnerabilidade, por meio de oportunidade e perspectiva. Também visa ter acessibilidade para pessoas com deficiência, aumento de produtividade e qualidade de vida.

Reportar erro