Notícias

Campanha marca Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

publicado: 04/02/2019 18h26, última modificação: 05/02/2019 17h38

Instituída pela Lei nº 13.798/19, a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência é celebrada anualmente no período que inclui o dia 1º de fevereiro. A data, que conta com campanha de conscientização, tem o objetivo de disseminar informações sobre medidas preventivas e educativas.

“Esta é uma ação importantíssima, uma vez que a gravidez na adolescência envolve muito mais do que questões físicas, mas também emocionais e sociais”, afirma a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Dados do IBGE/Censo Demográfico (2010) apontam que a proporção de adolescentes e jovens brasileiras entre 15 e 19 anos não inseridas no mercado de trabalho ou na escola é maior entre aquelas que já tiveram filhos em relação às que nunca foram mães.

Neste contexto, a secretária-adjunta dos Direitos da Criança e do Adolescente do ministério, Viviane Petinelli e Silva, afirma ser “necessário que os gestores da assistência social, da educação, da saúde, assim como todos aqueles da sociedade civil que trabalham diretamente com adolescentes, estejam atentos e cientes da incidência da gravidez entre 10 e 19 anos hoje no nosso país”. Ela acrescenta que no Brasil ocorrem quase 70 nascimentos para cada mil adolescentes, um índice maior do que o da América Latina, do Caribe e da taxa mundial.

Família

Titular da Secretaria Nacional da Família/MMFDH, Angela Gandra ressalta o papel da família no acompanhamento da sexualidade do adolescente. “É muito importante tratar desses assuntos o quanto antes. Agora, evidentemente adaptado a cada idade, adaptado à necessidade de informação naquela idade. Eu gostaria de sugerir um acompanhamento parceiro, um acompanhamento amigo. Pensando que o próprio despertar da sexualidade deveria ser um despertar para o amor”, destaca.

Assista o vídeo com a secretaria Nacional da Família (MMFDH), Angela Gandra.   

Reportar erro