Notícias

SNJ convida órgãos e instituições para participar do Comitê Agenda Juventude 4.0

publicado: 20/02/2019 12h58, última modificação: 20/02/2019 13h01
Cidadania

A Secretaria Nacional da Juventude do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (SNJ/MMFDH) atualmente tem como diretriz e base para desenvolvimento de projetos a 4ª Revolução Industrial. Com ela, surge a nova Agenda Juventude 4.0 que, além de inovadora, prepara os jovens para as novas competências do futuro, que prioriza a produtividade juvenil. Esse novo compromisso torna-se uma urgente política pública em virtude das novas competências demandadas dos jovens. A juventude precisa se capacitar para se adequar ao novo mundo.

Esta iniciativa tem como objetivo consolidar uma agenda pactuada entre diferentes ministérios do Governo Federal capaz de integrar programas, políticas, projetos e iniciativas sob uma mesma e articulada perspectiva de impacto que é a produtividade nacional através da capacitação, geração de oportunidades e inserção produtiva de jovens por meio da promoção das competências do século XXI e da 4ª Revolução Industrial.

Durante as últimas semanas, a secretária nacional da Juventude, Jayana da Silva, e sua equipe participaram de agendas institucionais com a finalidade de formalizar convites de participação para o Comitê Agenda Juventude 4.0.

O Comitê Agenda Juventude 4.0 está sendo criado para discutir, alinhar e planejar ações que já estão em andamento em outros órgãos e instituições públicas e privadas voltadas para a juventude. Isso significa maior eficiência no planejamento e execução dos programas, pois irá reunir todos os esforços em uma única direção. “Alguns ministérios já têm programas que visam a capacitação dos jovens para o mercado de trabalho, todos com foco na 4ª Revolução Industrial. A SNJ tem muitas ações que serão executadas também, então nada melhor do que juntar as peças do quebra-cabeça para fazer políticas de juventude de qualidade”, afirma a secretária.

Um dos primeiros passos da Agenda Juventude 4.0 é o projeto de reformulação do Estação Juventude, responsável por ampliar o acesso de jovens a políticas, programas e ações. A versão 4.0, baseada da 4ª Revolução Industrial, leva em consideração os desafios e oportunidades da revolução através da capacitação profissional, acesso ao conhecimento e o desenvolvimento de habilidades que sejam capazes de aumentar a empregabilidade dos jovens no atual mercado de trabalho.

Durante as reuniões, todos os órgãos e instituições receberam um convite para participar do Comitê para assim levar aos jovens os maiores e melhores avanços nas políticas públicas de juventude no que diz respeito à geração 4.0.  Confira as novas parcerias:

Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

Como parte da agenda, a SNJ se reuniu com o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira, que tem como carro-chefe o programa Indústria 4.0. Para ele “este é o primeiro passo na jornada para o futuro do setor produtivo. Os desafios são grandes, mas as oportunidades são inúmeras”.  O presidente encerrou o encontro colocando a ABDI à disposição. “Podem contar com a gente! Nós somos a juventude e a inovação. Projetos como esses da SNJ, com foco na Indústria 4.0, são uma ótima oportunidade para o Governo Federal, para o país e para a juventude”.

Ministério da Educação e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Em outro momento, a secretária se reuniu com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC), Alexandre Ferreira de Souza e demais membros da equipe, e com o secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Paulo Alvim. Nos encontros, as autoridades se colocaram à disposição da Juventude brasileira e receberam o convite de participar do Comitê com prazer. Para eles, os avanços das políticas públicas dependem dessas ações.  Em meio ao encontro, a secretária afirmou que “o foco de todos os nossos programas é levar para a juventude dos territórios vulneráveis o acesso às competências do século XXI”. Para ela, é necessário introduzir um conteúdo sistematizado para os jovens voltado para o profissionalismo.

SEBRAE

No início desta semana, a SNJ participou também de uma reunião com o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), João Henrique de Almeida Sousa para debater as novas competências do mercado de trabalho voltadas aos jovens brasileiros e falar sobre as futuras parcerias. No encontro, o presidente se disse extremamente interessado em não só participar do Comitê da Agenda Juventude 4.0, mas também de outros projetos da Secretaria. "Onde eu puder apoiar, eu tô dentro", disse o presidente. Para a secretária Jayana, todos os esforços reunidos simbolizam milhões de jovens beneficiados.

Ministério da Cidadania

Na última semana, Jayana se reuniu com o diretor do Departamento de Inclusão Social e Produtiva Urbana do Ministério da Cidadania, Gustavo Saldanha, para discutir sobre uma parceria que amplie e desenvolva os programas focados nos jovens. Com isso, Gustavo apresentou o Programa Progredir, o plano de ações do governo federal que visa gerar emprego, renda e promove a autonomia de pessoas inscritas no Cadastro Único. A plataforma conta com opções para entrada no mercado de trabalho por meio de uma rede de parceiros, qualificação profissional e facilitação de acesso a microcrédito para empreendedores. “O objetivo é promover a emancipação dos usuários de baixa renda”, concluiu o diretor.

Na reunião foram discutidas soluções para a melhor execução dos programas, além de formas de articulação e integração entre os ministérios. Por fim, a secretária Jayana fez um convite ao departamento para fazer parte do Comitê da Agenda Juventude 4.0, cujo principal propósito será discutir competências e definir responsabilidades “para o aprimoramento dos programas de profissionalização da juventude que seja compatível com as demandas do mercado de trabalho” disse a secretária.

Organização Internacional do Trabalho

Para finalizar a extensa agenda das últimas semanas, a secretária Jayana foi recebida na Organização Internacional do Trabalho (OIT) por Martin Hahn, diretor da OIT. Jayana apresentou as novas propostas da SNJ que prioriza a capacitação e profissionalização dos jovens para as novas demandas do mercado de trabalho. “Queremos desenvolver não só jovens trabalhadores, mas futuros empregadores”, explicou.

Jayana estendeu, ainda, o convite para a OIT participar do Comitê da Agenda Juventude 4.0, que irá discutir projetos para preparar os jovens para as novas competências do futuro. O diretor Martin apreciou as colocações da secretária e ofereceu ajuda nesse processo de transformação. “Todos nós temos de repensar o modo de fazer as coisas e trabalhar para um futuro melhor”, completou o diretor.

Reportar erro