Notícias

Encontro nacional discute proteção a crianças e adolescentes ameaçados de morte

publicado: 26/06/2019 20h21, última modificação: 27/06/2019 10h02
Encontro nacional discute proteção a crianças e adolescentes ameaçados de morte

Foto: Willian Meira - MMFDH

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, esteve na abertura do “XX Encontro Nacional dos Profissionais do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM)”. A solenidade foi realizada nesta quarta-feira (26), na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Campus Jardim, em Brasília.

Na ocasião, a titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) elogiou o relevante trabalho dos profissionais presentes, além de ressaltar a importância dos agentes do PPCAAM para a construção de um pacto nacional envolvendo o Parlamento, o Poder Judiciário e o Poder Executivo. “Estamos vivendo um momento novo e estamos fazendo diferente, nós queremos saber onde e como nós podemos melhorar o trabalho de vocês”, disse.

Pelo ministério, também estiveram presentes a secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrúcia Melo, e o coordenador-geral de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Helbert Pitorra. O evento teve, ainda, a participação do deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) e de secretários nacionais e estaduais ligados ao sistema de garantia de direitos, além de coordenadores, técnicos e educadores sociais dos núcleos estaduais do programa.

Nesta edição, que vai até a próxima sexta-feira (28), o Encontro reúne representantes de todas as equipes técnicas do Brasil, totalizando 17 delegações.

Legislativo

O deputado Filipe Barros falou do projeto de lei que ele está preparando “para transformar o PPCAAM numa política de Estado, que independente do governo deve ser preservado”. Na oportunidade, ele solicitou a colaboração de todos os presentes, a fim de enriquecer o documento.

Secretaria

Durante o evento, a secretária Petrúcia falou da importância de criar uma política de atendimento para adolescentes usuários de drogas. Ela destacou que o maior desafio é trabalhar a prevenção.

Em seguida, o coordenador-geral Helbert Pitorra destacou que o Governo Federal tem o compromisso de zelar pela proteção das crianças e adolescentes e vem trabalhando as pautas correlatas, de forma transversal e prioritária, buscando proteger a vida para promover um futuro de sucesso das nossas crianças e adolescentes. “Proteger crianças e adolescentes é o dever da tríade, família, Estado e sociedade”, completou.

Reportar erro