Notícias

Ministério entrega sete carros a Conselhos Tutelares em Mato Grosso do Sul

publicado: 28/06/2019 18h04, última modificação: 01/07/2019 12h36
Ministério entrega sete carros a Conselhos Tutelares em Mato Grosso do Sul

Foto: Wellington Macedo - SNDCA/MMFDH

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, participou, na manhã desta sexta-feira (28), da solenidade de entrega de veículos para Conselhos Tutelares do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Na oportunidade foram contemplados sete municípios – Água Clara, Nova Alvorada, Novo Horizonte, Sonora, São Gabriel, Miranda e Ribas do Rio Pardo.

Acompanhada da secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Petrúcia de Melo, a titular do ministério fez, também, a celebração de parcerias voltadas para a promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente no estado.

Na ocasião, após a entrega dos carros para equipar os conselhos tutelares, a ministra afirmou que ainda tem muitos kits para serem distribuídos pelo Brasil. “Existem veículos que estão parados desde 2016, que não foram entregues no governo passado”. Para ela, houve um entrave burocrático que está se desfazendo e que “se tiver algum carro perdido por aí, eu vou atrás!”.

A titular do MMFDH também visitou a Unidade Socioeducativa Dom Bosco e a Casa da Mulher da Mulher Brasileira (CMB).

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado do Mato Grosso do Sul possui 79 municípios e 84 conselhos tutelares. Desses, 35 não estão equipados. “Precisamos entregar mais carros, fazer um trabalho efetivo no estado, porque nós temos pressa e nossas crianças também”, finalizou a ministra.

Campanha

Segundo Damares, os conselhos tutelares são de extrema importância para os municípios, porém muitas pessoas não conhecem o seu verdadeiro trabalho. “São órgãos que protegem a infância, então as famílias e cidades precisam valorizá-los”, destacou.

Por esse motivo, a titular do MMFDH afirmou que o ministério irá lançar uma campanha mostrando para o país o trabalho dos heróis anônimos. “Vamos cuidar melhor dos nossos conselhos e das pessoas que estão dando a vida para proteger nossas crianças”.

Reportar erro