Notícias

Ministério participa de seminário sobre povos ciganos em Lisboa

publicado: 05/06/2019 16h38, última modificação: 05/06/2019 16h48
O representante do órgão se posicionou contra os estereótipos que prejudicam a população cigana
Ministério participa de seminário sobre povos ciganos em Lisboa

Foto: Seppir/MMFDH

Em continuação às ações de promoção dos direitos dos povos ciganos e combate à discriminação, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) participou do I Seminário “Ciganos em Portugal, Espanha e no Brasil: comparando cenários e aproximando contextos”. O encontro foi realizado nestas segunda e terça-feira (03 e 04), em Lisboa, Portugal.

Durante o evento, esteve presente o diretor do Departamento de Igualdade Racial da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir/MMFDH), Igor Shimura. O diretor, que tem origem cigana, discursou na mesa que tratava sobre “contextos, ação política e associativa”.

Shimura falou sobre a população cigana no cenário brasileiro e afirmou que este é um contexto com uma história bastante difícil. “Do fim do século 19 ao início do século 20, nós tivemos um processo onde o racismo se estabeleceu de forma muito profunda”, lamentou.

“Os rótulos socialmente estabelecidos sobre os ciganos fortalecem estereótipos e fazem com que a imagem do cigano se torne um problema social a ser resolvido”, completou o diretor. Ele também enfatizou que “as políticas públicas voltadas aos ciganos não devem ser baseadas em estereótipos”.

Reportar erro