Notícias

Ministra anuncia ampliação de programa voltado a crianças e adolescentes em vulnerabilidade social

publicado: 18/06/2019 17h08, última modificação: 18/06/2019 17h17
Ministra anuncia ampliação de programa voltado a crianças e adolescentes em vulnerabilidade social

Foto: Willian Meira - MMFDH

Durante visita às instalações do Programa Forças no Esporte (Profesp) em Brasília, na manhã desta terça-feira (18), a ministra Damares Alves anunciou que o Governo Federal visa ampliar as ações do projeto. Na ocasião, a gestora afirmou também que o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), já repassou R$ 500 mil reais para o programa, a fim de aumentar o alcance das atividades em todo o país.

“O Profesp está em 117 municípios e atende 28 mil crianças. O objetivo é que esta ação alcance, até o fim do ano, 40 mil crianças. O nosso ministério está apoiando financeiramente, mas também com o apoio na logística. Queremos que este projeto cresça muito”, destacou a ministra.

Uma iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com os ministérios da Educação, da Cidadania e MMFDH, o Profesp tem a finalidade de promover a valorização da pessoa e reduzir riscos sociais, além de fortalecer a cidadania, a inclusão e a integração social dos beneficiados. Os propósitos são alcançados mediante o acesso à prática de atividades esportivas e físicas saudáveis e de atividades socialmente inclusivas, realizadas no contraturno escolar, dentro de organizações militares.

Educação

Presente durante a visita, o assessor militar da Divisão de Programas e Projetos Sociais pelo Esporte do Departamento de Desporto Militar, coronel Roberto de Moraes Tavares, destacou que o público do Forças no Esporte é composto por crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos matriculados na rede pública de ensino e em situação de vulnerabilidade social.

“A matriz de inclusão é o esporte, que atrai a criança para o Programa e, aqui, se dá uma verdadeira simbiose em nível de internacionalização de atributos e valores indispensáveis ao ser humano na sociedade. Nós temos reforço escolar, alimentação, a prática do esporte, uniforme. Então, realmente, é um ‘boom’ de cidadania que se proporciona à criança para que ela saia dessa situação de risco e se torne um cidadão de bem”, completa.

Secretarias

Pelo MMFDH, também estiveram presentes as secretárias nacionais da Juventude, Jayana Nicaretta da Silva, e dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrúcia Melo.

“O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), investe em programas como este do Profesp por acreditar que investir agora em nossas crianças e adolescentes é prevenir e garantir um futuro melhor para a nossa juventude”, disse Jayana.

Na oportunidade, a secretária Petrúcia parabenizou a iniciativa. “O Profesp é um projeto maravilhoso. Nós estamos encantados, porque enquanto essas crianças estão aqui fazendo aulas de dança, artesanato, esporte nesse contraturno escolar, elas não estão nas ruas sujeitas a todo risco, a vulnerabilidades sociais, ao envolvimento com drogas. A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA) do MMFDH apoia esse projeto”, completou.

Reportar erro