Notícias

MMFDH reúne iniciativa privada para estimular ações de enfrentamento à violência contra as mulheres

publicado: 27/06/2019 17h29, última modificação: 27/06/2019 18h34
MMFDH reúne iniciativa privada para estimular ações de enfrentamento à violência contra as mulheres

Foto: Willian Meira - MMFDH

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SNPM), realizou nesta quarta-feira (26) um encontro com aproximadamente 50 representantes da área da beleza. Na pauta, a adesão ao projeto #SalveUmaMulher.

Estiveram presentes a ministra Damares Alves, a secretária da SNPM, Cristiane Britto, a secretária de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Silvia Waiãpi, e a nova embaixadora do #SalveUmaMulher, a atriz e ativista Luiza Brunet.

“Nós acreditamos no potencial dos profissionais da beleza, e vocês não podem ficar fora desta luta. Nós só vamos enfrentar a violência contra a mulher no Brasil com a junção de forças. Não tem outra alternativa”, afirmou a ministra Damares Alves.

Valorização da mulher

O encontro promoveu uma sensibilização de impacto com o relato da secretária de Saúde Indígena, Silvia Waiãpi. Na ocasião, ela contou sua história de superação marcada por diversos atos de violência sexual. “Sou mulher, sou indígena, eu também fui estuprada”, declarou Waiãpi.

Em seguida, a secretária Cristiane Britto reforçou a importância do projeto “Salve Uma Mulher” e o poder da rede de acolhimento no incentivo da denúncia e interrupção do ciclo da violência, que leva ao feminicídio.

Para finalizar, a coordenadora-geral do Trabalho e Projeção Econômica da Mulher, da SNPM/MMFDH, Roberta Monzini, destacou que a proposta é capacitar profissionais para identificar, acolher e apoiar as mulheres em situação de violência.

A previsão é realizar um lançamento completo do programa Salve Uma Mulher em agosto, mês de aniversário da Lei Maria da Penha. 

Salve Uma Mulher

Com o objetivo de enfrentar a violência contra o público feminino, as ações do projeto visam conscientizar para a responsabilidade de todos na promoção dos direitos, em especial os profissionais que lidam com mulheres todos os dias, como os do campo da beleza.

Acesse a nossa galeria de fotos

Reportar erro