Notícias

Desemprego da juventude no Brasil é debatido em audiência pública

publicado: 07/11/2019 16h32, última modificação: 07/11/2019 16h32
Audiência pública

Com a presença da secretária nacional da Juventude, Jayana Nicaretta da Silva, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público promoveu debate sobre políticas públicas de combate ao desemprego da juventude. A audiência pública ocorreu nesta quarta-feira (06), na Câmara dos Deputados.

Ao apresentar os dados de desemprego no Brasil, a titular da juventude ressaltou que a taxa de desemprego entre os jovens superou o dobro da média geral no 2º trimestre deste ano, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Do total de desempregados no país, quase 26% é de jovens, ou seja, 4 milhões de jovens estão sem emprego no Brasil”, observou a secretária.

Futuro do trabalho

Umas das principais preocupações da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ) é a inserção dos jovens no mercado de trabalho, que precisa acompanhar as mudanças decorrentes da 4ª Revolução Industrial. “Um estudo realizado pela Universidade de Oxford apontou que 47% dos empregos irão desaparecer nos próximos 20 anos, o que significa que devemos preparar nossos jovens para as novas demandas e ajudá-los a desenvolver habilidades relacionadas às novas tecnologias”, explicou Jayana.

Espaço 4.0

Na ocasião, a secretária ainda apresentou o Espaço 4.0, programa da SNJ/MMFDH cujo objetivo é preparar os jovens para o futuro do trabalho, por meio de laboratórios de criatividade. No local, os jovens poderão utilizar impressoras 3D, ferramentas e computadores para produzir protótipos e soluções para problemas listados pela indústria e pela comunidade.

“Esse é um novo modelo educacional: rápido, prático, em que o jovem aprende fazendo. A ideia é interiorizar o programa e alcançar todas 'as juventudes' do nosso país, levando em consideração a realidade de cada jovem”, esclareceu Jayana.

Debate

A audiência é fruto dos requerimentos nº 36 e 37/19 de autoria dos deputados federais Lucas Gonzalez, Silvio Costa e Mariana Carvalho, cujo propósito foi promover a discussão de políticas públicas que tratem do desemprego da juventude no Brasil.

Também estiveram presentes o gerente executivo de Educação Profissional e Tecnológica do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Felipe Esteves Pinto Morgado, a diretora de Políticas e Regulação de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC), Marilza Machado Gomes Regattieri, e o presidente executivo da Confederação Brasileira de Empresas Juniores (Brasil Junior), Renan Nishimoto.

Reportar erro