Notícias

Representante do MMFDH integra Reunião de Ministros de Energia do BRICS

publicado: 12/11/2019 16h55, última modificação: 12/11/2019 16h57
Reunião do BRICS

Assistente técnico da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), André Costa Perez representou o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) na IV Reunião de Ministros de Energia do BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Conduzida pelo ministro de Minas e Energia brasileiro, Bento Albuquerque, a atividade foi realizada nesta segunda-feira (11), em Brasília.

Em sua exposição, André Perez apontou a importância do envolvimento da juventude em atividades relacionadas à energia. “Jovens são um vetor de mudanças, com muito potencial. Por isso, os esforços da secretaria estão voltados para a criação de oportunidades de educação e de acesso ao mercado de trabalho”, afirmou.

Na ocasião, o representante da SNJ/MMFDH detalhou o trabalho realizado pela Agência de Energia Juvenil do BRICS (YEA), organização internacional projetada para garantir a cooperação dos países no campo da energia em nível juvenil. “A proposta para a criação da iniciativa foi feita no 1º Fórum de Juventude do BRICS e foi uma maneira concreta de canalizar esforços de pesquisa em todos os países do BRICS”, explicou.

Entre as ações do BRICS YEA já efetivadas no Brasil estão a cooperação com a Universidade de São Paulo (UPS), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). “A juventude brasileira participou com 16 pesquisadores no desenvolvimento do BRICS Youth Energy Outlook 2019 na discussão das perspectivas sobre a participação do jovem no tema energia”, destacou.

Visão Geral

Na abertura do encontro, o ministro Bento Albuquerque apresentou um panorama do setor de energia no Brasil, cujas reformas e atualizações tem buscado tornar o setor mais atrativo para os investidores. “Temos trabalhado incansavelmente para modernizar nossos marcos regulatórios e legais, para reforçar as instituições de governança, introduzir mais previsibilidade e garantir a inviolabilidade dos contratos”, enfatizou.

Também estiveram presentes o diretor da Administração Nacional de Energia da China (NEA), Zhang Jianhua, o ministro da Eletricidade e dos Recursos Novos e Renováveis da Índia, Shri Raj Kumar Singh, o vice-ministro de Energia da Rússia, Anton Inyutsyn, e o assessor do ministro de Energia e Recursos Minerais da África do Sul, Sello Helepi.

Reportar erro