Notícias

Seminário internacional discute capitais morais, bem comum e direitos humanos

publicado: 07/11/2019 17h32, última modificação: 07/11/2019 17h32
Mesa de abertura

Uma realização do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional de Proteção Global (SNPG), o Seminário Internacional Capitais Morais, Bem Comum e Direitos Humanos foi promovido nos últimos dias 23 e 24 de outubro, em Brasília.

Voltado a educadores e gestores públicos, o evento consistiu na reflexão sobre as bases morais e sociais necessárias para o aumento da confiança e da cooperação ao redor de bens humanos publicamente reconhecidos. Além disso, buscou destacar a interdependência e o compartilhamento, por diversos setores da vida pública, das mesmas fontes morais que alimentam o reconhecimento dos direitos humanos.

O seminário também apresentou temáticas como conceitos de Capital Moral e de Bem Comum, uma discussão sobre a Corrupção e seus efeitos negativos no bem comum social e a Educação como fonte de resgate dos capitais morais e os novos caminhos da Educação no Brasil.

“A pergunta que me fiz, ainda na época da transição, era por que o ministério tem uma Diretoria de Educação? Por que pautas foram esquecidas do debate público como, por exemplo, a água como Direito Humano? A Corrupção e seus efeitos sobre os Direitos Humanos?”, enfatizou o secretário nacional de Proteção Global, Sérgio Queiroz, na ocasião.

O secretário citou, ainda, os efeitos sistêmicos da corrupção, inclusive na corrosão de valores e capitais morais, como a solidariedade, a cooperação social, a confiança e a busca pelo bem comum.

Internacional

Entre as atividades, o evento teve palestra magna com o professor e ex-senador holandês Roel Kuiper, que abordou a crise moral do ocidente, capitais morais e sua importância para a sociedade, um momento para reflexões sobre o bem comum. A atividade visou, também, a análise sobre as contribuições da ciência comportamental para a educação em direitos humanos.

Abertura

Além do secretário Sérgio e do professor Kuiper, participaram da mesa de abertura a subchefe adjunta de Políticas Sociais da Casa Civil, Rita de Cássia Fonseca, a secretária especial de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo da Presidência da República (SEGOV/PR), Deborah Virgínia Aroxa, o secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Rocha Heckert, a secretária nacional da Família do MMFDH, Ângela Gandra Martins.

Também integraram a mesa, a promotora de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios Luciana Asper Y Valdes, o diretor da Organização dos Estados Iberoamericanos no Brasil, Raphael Callou, e o coordenador substituto de Acordos e Cooperação Técnica da Subsecretaria de Fomento as Escolas Cívico-Militares do Ministério da Educação (MEC), Marcus Aurelius Aragão Veras.

No decorrer dos debates, o seminário contou com apresentações de integrantes do MMFDH, além de representantes do Ministério da Educação (MEC), Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Controladoria Geral da União (CGU) e do Ministério da Cidadania.

Reportar erro