Notícias

Em encontro de juventude do Mercosul, empresas se comprometem a criar 45 mil oportunidades profissionais para os jovens

publicado: 24/10/2019 18h49, última modificação: 25/10/2019 15h55
Encontro de jovens do Mercosul

A titular da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Jayana Nicaretta da Silva, esteve nesta quarta-feira (23) no 2º Encontro de Jovens do Mercosul, onde reafirmou o compromisso da SNJ com a juventude brasileira. O objetivo do encontro é conectar jovens dos países do bloco econômico com empresas parceiras e autoridades, visando discutir empregabilidade e futuro. O evento teve sua realização no palco principal do Memorial da América Latina, na capital paulista.

“Os jovens têm capacidade de influenciar positivamente a transformação da sociedade, não apenas porque representam 25% da população global, mas principalmente porque expressam com impetuosidade e profundidade as mudanças que estão ocorrendo no mundo”, disse a secretária. Ela pontuou o fato de a juventude possuir um enorme potencial inovador e de resiliência, “algo importante para enfrentar com sucesso muitos dos desafios com os quais nos deparamos”, complementou.

Diante disso, Jayana ressaltou o compromisso de posicionar a juventude entre os participantes estratégicos do desenvolvimento, criando condições que lhes permitam influenciar o bem-estar e o crescimento de nossos países. “Considerando que os jovens são diversificados e estão inseridos em diferentes contextos, é importante que sejam desenvolvidas ações para todos eles, principalmente aos vulneráveis e invisibilizados”, observou.

Sobre o tema “futuro do trabalho”, a secretária afirmou que é preciso abordar as mudanças que o mercado do trabalho está enfrentando e assumir os desafios associados ao seu futuro. “O trabalho garante a possibilidade de os jovens desenvolverem seus projetos de vida com autonomia e contribuírem para o crescimento econômico de nossos países”, disse.

De acordo com a gestora, deve-se considerar os avanços e mudanças no mercado de trabalho para uma nova abordagem no desenvolvimento dos jovens. “Devemos assegurar e fomentar as habilidades da juventude, tendo como diretriz e base o desenvolvimento de projetos atentos à 4ª Revolução Industrial, a qual exige, de nossos jovens, habilidades socioemocionais, digitais e de empreendedorismo”, concluiu.

Evento

Sob a liderança da Nestlé, a Aliança para os Jovens Mercosul foi lançada no ano passado, durante o 1º Encontro de Jovens do Mercosul, em Montevidéu, Uruguai. O evento uniu forças de 30 empresas do setor privado, Organização Internacional da Juventude para a Ibero-América (OIJ) e governos dos quatro países da região para promover a empregabilidade e o empreendedorismo dos jovens.

Neste segundo encontro, foi assinado o Acordo de Empregabilidade Juvenil do Mercosul pela Nestlé e 58 empresas, que aumentaram seu compromisso de 40 mil para 45 mil oportunidades de desenvolvimento profissional para jovens no Mercosul até 2020.

Reportar erro