Notícias

Ministérios articulam políticas públicas para a saúde da população indígena no Amapá

publicado: 07/10/2019 19h32, última modificação: 07/10/2019 19h32
Secretárias indígenas

Representante do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), a secretária nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Sandra Terena, esteve no estado do Amapá acompanhando a titular da Secretaria Nacional de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde, Sílvia Waiãpi. As duas representantes do Governo Federal, ambas indígenas, articularam ações e políticas públicas voltadas à população indígena e ribeirinha. As reuniões aconteceram de quarta-feira (02) até esta sexta-feira (04).

A titular da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR) falou sobre a missão. “A proposta é fazer articulações em conjunto, de forma transversal, para que a saúde indígena esteja cada vez melhor. Tivemos uma reunião com o reitor da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Júlio César de Sá de Oliveira, para articular o funcionamento do ambulatório do índio. Aproveitamos para propor ao eitor que, além dos indígenas, a população ribeirinha também possa ser atendida”, disse Terena.

As secretárias Sílvia Waiãpi e Sandra Terena também se reuniram com servidores dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) do Amapá e Norte do Pará, além de encontrarem com a secretária Municipal de Saúde de Macapá, Silvana Vedovelli.

Assinatura

Na sexta-feira (04) foi assinado um Termo de Cooperação Técnica entre a organização não governamental (ONG) Target e a Sesai. “Esse termo é muito importante porque mostra o compromisso do Governo Federal em unir as forças para que a saúde indígena esteja cada vez mais fortalecida. Foi um dia histórico, que marca um grande começo para a saúde indígena do nosso país”, afirmou a secretária Sílvia.

De origem alemã, a Target Reudiger Nehberg foi criada em 2000, com atuação no continente africano. No Brasil, iniciou seu trabalho em 2002 no norte do estado do Amapá, onde construiu um posto de saúde no território indígena da etnia Waiãpi. Atualmente, a ONG cuida da manutenção de um posto de saúde e de um Polo Base no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Amapá e Norte do Pará em parceria com a Sesai, responsável por fornecer profissionais de saúde, medicamentos e equipamentos instalados nessas unidades.

Com informações da Agência Saúde

Reportar erro