Notícias

Nota de Repúdio: racismo no futebol

publicado: 18/10/2019 20h42, última modificação: 18/10/2019 20h42

A Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), tomou conhecimento de um possível caso de racismo cometido por um torcedor do Santos Futebol Clube contra o volante Fabinho, do time Ceará. O relato foi do jogador Thiago Galhardo, durante uma entrevista. O torcedor teria pronunciado ofensas contra Fabinho, chamando-o de “negão, vagabundo”.

Por meio desta nota, a SNPIR repudia todo e qualquer comentário de teor racista contra qualquer pessoa, independente de sua origem étnica, raça/cor ou classe social. O Brasil é um país plural e nenhuma forma de discriminação deve ser tolerada. Todos devem ser respeitados e tratados dignamente. A Secretaria declara seu apoio às investigações.

Reportar erro