Notícias

Programa Espaço 4.0 chegará a Mucajaí/RR nos próximos dias, anuncia ministra Damares

publicado: 19/09/2019 18h46, última modificação: 20/09/2019 10h13

“Aqui em Mucajaí/RR será inaugurada, em breve, uma das primeiras unidades do programa Espaço 4.0, na qual vamos capacitar e preparar os jovens da cidade para o mercado de trabalho em tecnologia”. O anúncio foi feito pela ministra Damares Alves nesta quinta-feira (19), durante agenda na cidade roraimense.

A titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) enfatizou que a proposta consiste em capacitar a juventude. “Nós vamos trazer equipamentos de tecnologia, dar cursos para os jovens desta cidade, trazer impressoras 3D. Nós vamos capacitar para o mercado de trabalho. O trabalho enobrece, nos faz ficar responsáveis, tira da violência. Os jovens desta cidade serão acolhidos pelo governo Bolsonaro”, completou.

A inauguração está prevista para ocorrer entre os meses de fevereiro e março do ano que vem.

Municípios

Além de Mucajaí, as primeiras cidades a serem contempladas serão Ananindeua/PA, Contagem/MG, Paulista/PE, Várzea Grande/MT, Três Lagoas/MS, Feira de Santana/BA, Londrina/PR, Brasília/DF, Macapá/AP, Ji-Paraná/RO, Gurupi/TO, Anápolis/GO, Osasco/SP.

Completam a lista os municípios de Petrópolis/RJ, Maracanaú/CE, Caxias/MA, Chapecó/SC, Cruzeiro do Sul/AC, Campina Grande/PB, Brumadinho/MG, São Gonçalo do Amarante/RN, Caxias do Sul/RS, São João do Piauí/PI, Nossa Senhora do Socorro/SE, Pilar/AL e Cariacica/ES.

Programa

Uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), o Espaço 4.0 foi criado com o objetivo de proporcionar acesso aos recursos tecnológicos necessários. A proposta consiste em potencializar as habilidades e competência técnicas, visando aumentar as perspectivas de ingresso no mercado de trabalho.

Em resumo, os laboratórios possibilitam ao jovem carente o acesso à capacitação tecnológica com equipamentos de última geração. No Espaço também serão desenvolvidas oficinas definidas de acordo com um estudo prévio na região, para se adequar às realidades locais como, por exemplo, oficinas de artesanato, marcenaria, entre outros.

Quanto à parceria com o Governo Federal, o município/Distrito Federal deve indicar local para instalação do container, garantir o fornecimento contínuo de água e esgoto, energia elétrica, bem como de internet, além de encaminhar dois servidores para adquirir capacitação e treinamento para monitorar o uso ideal dos equipamentos.

Assista ao vídeo

 

Reportar erro