Notícias

Campanha “Acolha a Vida” é lançada em Macapá/AP

publicado: 27/09/2019 19h16, última modificação: 01/10/2019 18h28
Macapá

Com a finalidade de prevenir casos de suicídio e automutilação, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), por meio da Secretaria Nacional da Família (SNF), lançou a campanha “Acolha a Vida” no município de Macapá, capital do Amapá, no último dia 18. Realizado na Câmara Municipal de Macapá (CMM), o evento também contou com curso de capacitação oferecido aos pais e responsáveis, profissionais de educação, saúde e segurança pública.

Representante do MMFDH na atividade, a secretária nacional da Família, Angela Gandra Martins, afirmou que a questão não é só combater o suicídio, mas investir na valorização da vida e no resgate dos valores familiares e morais. "O mundo precisa de amor, solidariedade e zelo com o próximo. O acolhimento às pessoas, especialmente aos adolescentes e jovens, é fundamental para fortalecer os laços familiares. A sociedade, a escola, os grupos sociais são importantes. O essencial é ter uma família com vínculos fortes. Isso refletirá positivamente para os filhos”, ressaltou a gestora.

Presente no evento, o presidente da CMM, vereador Marcelo Dias, defendeu a realização de campanhas permanentes e de políticas públicas mais efetivas nas ações de valorização da vida. “A Câmara Municipal de Macapá está à disposição para debates e construção de ideias que possam ajudar na redução dos índices assustadores de suicídio em nossa capital”, afirmou.

Em seguida, a vereadora Patriciana Guimarães reforçou o argumento da secretária Angela, enfatizando que nos últimos cinco anos o índice de suicídios no Amapá aumentou cerca de 308%. “Este ano, a cada mês os números são temerosos. Isso é muito preocupante e enquanto representantes do Legislativo municipal, não podemos nos calar ou nos acomodar diante dessa cruel estatística”, declarou a vereadora.

Agenda

O presidente da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio, Humberto Correa, ministrou o curso "Identificando fatores de risco para o suicídio e estratégias de prevenção". Também participaram do lançamento representantes do Ministério Público Estadual, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Tribunal de Justiça do Amapá, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Saúde, Marinha do Brasil, Organizações Não Governamentais (ONGs), entre outras instituições públicas e privadas.

Acesse mais informações sobre a campanha

Reportar erro