Notícias

Regimento Interno da 4ª Conferência Nacional de Juventude é aprovado

publicado: 07/02/2020 17h33, última modificação: 07/02/2020 17h33

Na 1ª reunião da Comissão Organizadora, realizada nessa quinta-feira (6) em Brasília, foi aprovado o regimento interno da 4ª Conferência Nacional de Juventude. Coordenado pelo presidente do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), Rafael Davi, o encontro também foi uma oportunidade de deliberar sobre o desenvolvimento das atividades referentes a Conferência.

De acordo com a chefe de gabinete da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), Flaviane Agustini, também membro da comissão, a conferência é um processo, que envolve uma construção conjunta entre os participantes. “Nosso objetivo é garantir que o maior número de jovens participe desse momento. Para isso, foram contratados 54 mobilizadores da sociedade civil, que receberão capacitação para atuarem como multiplicadores da conferência”, explicou Flaviane.

Para o presidente do Conjuve, uma das maiores preocupações na realização da Conferência é identificar o impacto social que ela vai deixar. “Para que seja algo assertivo, que traga propostas que solucionem os problemas dos jovens, precisamos de um debate qualificado, com a participação de grupos atuantes nas pautas da juventude”, afirmou Rafael.

Durante a reunião, foi aprovado o regimento interno, documento responsável por definir as diretrizes gerais do funcionamento da conferência. Após a inclusão das alterações votadas, ele deverá ser enviado para assinatura da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e em seguida para publicação.

 

Etapas obrigatórias

De acordo com o Decreto nº 9.306, de 15 de março de 2018, que dispõe sobre o Sistema Nacional da Juventude, as etapas obrigatórias são compostas pelas conferências municipais e regionais, conferências estaduais e distrital, e pela consulta nacional aos povos e às comunidades tradicionais, necessárias para a eleição de delegados. “A consulta às comunidades tradicionais é realizada para garantir a representação de todos os jovens na discussão”, afirmou Flaviane Agustini, chefe de gabinete da SNJ.

 

1º Festival de Juventude

Uma novidade divulgada foi a proposta de realizar o 1º Festival de Juventude, um evento com a participação de representantes do Legislativo, Judiciário e Executivo, além de contar com a participação da iniciativa privada e da sociedade civil não organizada. “A ideia é realizar um Festival Cultural com atrações das 5 regiões do País, painéis e palestras temáticas, mostra tecnológica, entre outras atrações”, revelou Flaviane.

A campanha desenvolvida para divulgar a 4ª Conferência Nacional de Juventude teve como tema os jovens 4.0, considerados “usinas de ideias”, por sua capacidade de engajamento político, motivação e persistência, exercício da liberdade, busca por justiça, entre outras características que os diferenciam das demais gerações. No site oficial da Conferência, já estão disponíveis os materiais de divulgação.

 

Saiba mais sobre a 4ª Conferência Nacional de Juventude: 

Reportar erro