Notícias

Iniciativa do MMFDH visa implementar 36 telecentros voltados às pessoas idosas

publicado: 28/01/2019 15h49, última modificação: 28/01/2019 15h49

Recém-empossado no cargo de secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Antônio Fernandes Toninho Costa afirma que o projeto “Inclusão Digital, Educação e Envelhecimento Saudável na Melhor Idade” está entre as prioridades da gestão. O representante do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) ressalta que as ações serão implementadas em 36 Centros de Convivência do Idoso já existentes, a serem disponibilizados pelos estados e municípios. “A previsão é que os locais estejam definidos até o fim de fevereiro”, completa.

Além do MMFDH, que fornecerá os equipamentos para a inclusão digital, a iniciativa terá a participação de prefeituras e universidades parceiras. Neste contexto, cabe aos órgãos municipais a instalação e manutenção dos materiais, além de ofertar estagiários.

No que tange às instituições de ensino superior, a atribuição consiste na oferta de estudantes que preencherão as vagas de estágio, a fim de garantir a monitoria nas áreas de computação, fisioterapia básica, enfermagem e direito – este último campo terá foco no sistema de educação financeira e jurídica. “As entidades participantes receberão o selo Universidade Amiga do Idoso”, enfatiza o secretário.

Reportar erro